Courtney odonnell with red shoes

Fotografado por Ben Hoffman

O dia de Courtney O’Donnell começa antes do amanhecer, quando ela acorda sozinha embaixo de seu edredom vermelho-papoula em um apartamento que ainda não se sente em casa, a três estados do marido. Quando a Casa Branca fez um sinal, Courtney, 34 anos, pagou por seu emprego dos sonhos no escritório da esposa do vice-presidente, Jill Biden, Ph.D. Hoje em dia, gerenciar pedidos de mídia e comunicações para seu chefe parece fácil em comparação com sua própria agenda: é sexta-feira de manhã, e Courtney está enfrentando um dia de trabalho de 14 horas e um ataque de parentes chegando para o batismo de seu filho no domingo, sem tempo planejar tudo, menos uma corrida frenética para a Costco antes de receber a grande festa depois da cerimônia.

Courtney contorna as caixas de Huggies empilhadas ordenadamente contra a parede de seu quarto para atravessar o corredor e tirar Felix, de 15 meses, do berço, lembrando-se de que ela o veste hoje.. Melhor ir com cereal no café da manhã, ela decide. Waffles apenas convidariam problemas; o tempo é muito apertado para arriscar um desastre de xarope hoje. Seu visual de mãe trabalhadora é discretamente chique, com os saltos vermelhos de peep-toe patenteados que sua irmã deu a ela para o Dia de Inauguração, adicionando um sexy pop de cor a seu aparente traje de marinheiro despretensioso e despretensioso..

O telefone toca e Courtney atende, ansiosa por ouvir a voz do marido. Cassidy Morgan, uma consultora de marcas de 35 anos cujo trabalho exige que ele esteja em Nova York, liga todas as manhãs e à noite para conversar com sua esposa e filho. O ritual alivia a solidão de ficar à parte durante a semana de trabalho e os ajuda a “permanecer em sintonia dia a dia”, explica Courtney. Hoje, Cassidy pegará seu habitual trem de sexta-feira à tarde para buscar Felix na creche, enquanto Courtney se dirige ao Smithsonian com o Dr. Biden para uma recepção noturna em homenagem a milhares de professores. Mas primeiro ela terá que ajudar a organizar o grande evento de mídia da manhã na Casa Branca, onde o Dr. Biden e a primeira-dama Michelle Obama irão homenagear os sobreviventes do câncer de mama. Na hora do almoço, os sapatos vermelhos de Courtney serão trocados por cunhas negras mais complacentes, e seu longo cabelo escuro será amarrado em um rabo de cavalo.

“Quando me ofereceram esse emprego, tivemos uma reunião familiar muito grande”, lembra Courtney. “Eu sempre quis trabalhar na Casa Branca e sabia que isso era algo que eu não podia deixar passar. Dissemos às nossas famílias: ‘Só podemos fazer isso se você apoiar também’. Felizmente, eles ficaram emocionados. Infelizmente, todo mundo está a uma viagem de avião. ” Apesar da geografia, a irmã de Courtney veio de Boston para assistir Felix no fim de semana, quando Courtney e Cassidy tiveram que viajar para o trabalho, e cada uma de suas mães permaneceu por várias semanas. Os amigos também participam, como aquele que concordou prontamente com o e-mail desesperado de Courtney em uma noite, um tempo atrás, para ver Felix enquanto ele dormia, para que a mamãe pudesse espremer em 45 minutos a academia de seu prédio. E ajuda que o chefe e o escritório tenham uma atitude familiar; na verdade, há momentos em que a doutora Biden pode recusar uma solicitação da mídia porque quer participar do Dia dos Avós na escola da neta.

Courtney o'donnell and son

Fotografado por Ben Hoffman

Naquela manhã em particular, Courtney joga sua criança em sua jaqueta e está pronta para sair pela porta para a creche quando seu celular toca novamente. Um amigo perplexo do outro lado está se perguntando por que Courtney ligou e deixou uma mensagem inoperante.

“Não fui eu”, protesta Courtney. “Deve ter sido Felix.” Novamente. Felix é um maluco viciado em gadgets, loucamente apaixonado por “qualquer coisa que tenha um botão”, relata sua mãe. Isso inclui seu laptop, BlackBerry e celular. Aqueles cheios de contatos internos da Casa Branca.

“Felizmente, ele ainda não ligou para a Sala de Situação”, diz Courtney, sorrindo com o pensamento.

Depois de decidir se mudar para DC, Courtney sentou-se para escrever um pequeno bilhete para o filho, expressando esperança de que “olhasse para trás um dia e percebesse que uma grande parte de mim assumindo o cargo era para ele”, conta. “Eu quero que ele tenha orgulho de ser um americano. Quero que ele valorize o que isso significa, e também quero que ele saiba o quanto é importante para mim que nossa família se envolva e use nossas habilidades para tornar esse país melhor e faça a nossa parte para chegar e trabalhar sobre as questões que nos interessam “.

Mas mesmo os ideais mais elevados não podem anular a frustração e o cansaço com que Courtney luta quando o bebê fica acordado a noite toda com uma infecção no ouvido – “e você só quer alguém com você”, ela diz – ou a pequena pontada de tristeza que ela Sente-se quando seu esposo esportivo não está lá para ver alegria no rosto de Felix quando ele consegue jogar uma bola de tênis em toda a sala de estar.

“Existe uma parte de mim que está vazia toda noite que eu chego em casa com Felix e Cassidy não está lá?” Courtney diz. “Cem por cento, absolutamente. Eu sinto falta de contar o dia em detalhes específicos durante o jantar, ler o jornal ou apenas estar juntos em momentos aleatórios? Absolutamente. Mas nós realmente apreciamos cada momento que estamos juntos como uma família.”

Normalmente, Cassidy chega a DC todo fim de semana. “Domingo à noite, costumamos nos sentar com dois laptops e dois horários e marcar a semana”, diz Courtney. “Estamos ambos tendo tempo de qualidade suficiente um com o outro, e com Felix? Definitivamente, há momentos em que o equilíbrio se sente”. Arranjar tempo para uma noite de encontro ou passeios em família nos finais de semana – mesmo que seja apenas uma caminhada agradável – ajuda. O mesmo acontece com os pequenos rituais em que os três estão juntos, como os jantares de domingo, ou as festas de dança da manhã, quando eles colocam suas músicas favoritas e boogie pela sala de estar com abandono. “É difícil se envolver com as preocupações do dia durante esses momentos”, diz Courtney..

Courtney odonnell and jill biden

Fotografado por Ben Hoffman

Se essa rotina vai continuar por meses, ou quatro anos, ou até oito, é algo que o casal se recusa a pensar. “Eu sou uma pessoa preocupada, então nem sempre é fácil para mim”, diz Courtney. “Eu gosto muito de planejamento e garantia.” Essa necessidade inata de saber o que está por vir e estar preparada é crucial para o seu trabalho. Em qualquer semana, Courtney pode se encontrar com Yogi Berra na World Series, negociando entrevistas de TV com grandes redes, e depois assistindo a simulações de colonoscopia com estudantes de faculdades comunitárias no Arizona. “O que eu amo totalmente no meu trabalho é que não há dia típico”, diz ela. “E o maior desafio do meu trabalho é que não há dia típico”.

Courtney fica do lado de fora da suíte de canto do dr. Biden, no histórico edifício Eisenhower Executive Office Building, adjacente à Casa Branca, onde a vista panorâmica da Ellipse e do Monumento a Washington ainda lhe impressionam um ano em sua missão. Como seu pequeno apartamento, a escrivaninha de Courtney é desordenada. Mas o andar ao lado é outra história.

“Sou uma dama de saco”, ela confessa, sorrindo tristemente para os sacos de compras transbordando entre sua mesa e a janela. O estoque de sapatos extras, acessórios, encolhos de ombros e envoltórios serve como testemunho do desejo inerente de Courtney de sempre pensar no futuro – E se nevar? Eu vou ficar de pé o dia todo? No exterior ou em pisos de mármore?

Hoje em dia, ela está pensando ainda mais adiante, cerca de seis meses: “Felix vai ter um irmão na primavera”, ela confidencia. Hoje marcou o fim de seu primeiro trimestre; ela está exultante quando o sonograma mostra o pequeno coração batendo forte e verdadeiro.

“Como vamos fazer isso?” ela se pergunta para Cassidy naquela noite.

“Nós vamos fazer funcionar, nós sempre fazemos”, promete Cassidy. “Você não pode esquecer, é tudo uma grande aventura.”

Courtney o'donnell on subway

Fotografado por Ben Hoffman

5 Estratégias da Stay-Sane: Regras de live-by -’em de Courtney.

Sessões de planejamento semanais.

“Meu marido e eu fazemos tempo nas noites de domingo para planejar as próximas semanas. Nós dois saímos com as listas de afazeres. É uma época em que podemos discutir se algo está desequilibrado, como: ‘Ei, no sábado eu como um tempo na academia “ou” Precisamos de uma noite de encontro. “

Toque na sua equipe A.

“Temos uma rede de amigos que estão dispostos a passar algumas horas com Felix quando eu tiver um evento de trabalho de última hora. Meus chefes e colegas de escritório também são incrivelmente solidários; Felix passou várias tardes no escritório quando necessário.”

Não faça o que você não ama.

“Eu nunca fui uma grande compradora, então eu confio em minha irmã fashionista para me direcionar. Todos os meses ela me envia por e-mail links para ‘must-haves para a temporada’, que eu compro online. E Felix herda muita mão Me-downs de amigos “.

Facilite a eficiência.

“Eu costumava fazer tudo, ser produtivo, mas eu aprendi que nem sempre preciso estar com tanta pressa. Se Felix quer levar 45 minutos para comer suas Cheerios um por um, ou se ele quer pegar cada folha na caminhada para a creche, bem, há beleza em aproveitar o momento e respirar. “

Escolha feliz.

“Meu mantra: ‘Lembre-se de como somos sortudos … e não se preocupe com coisas pequenas!’ Temos a sorte de ter oportunidades incríveis – um trabalho que eu amo e que acredito que esteja fazendo a diferença – e uma família solidária, colegas de trabalho e amigos “.